O agricultor Raimundo Diniz dos Santos, de 49 anos, foi resgatado, na tarde desta segunda-feira (11), após passar três dias perdido na floresta. De acordo com os Bombeiros, que fizeram as buscas, o homem trabalhava em uma área rural, quando sentiu fome e decidiu ir em busca de alimentos e acabou se perdendo na mata ainda na sexta-feira (8).

A área onde Santos se perdeu é de mata densa e fica a aproximadamente 130 km de Rio Branco, na Reserva Extrativista da Bonal, na BR-364. Os Bombeiros foram acionados pela comunidade rural somente no sábado (9), quando iniciaram as buscas.

G1 tentou contato com o agricultor, mas foi informado que ele mora na comunidade rural de difícil acesso.

“A informação que nos chegou primeiro é que ele estava atrás de castanha, mas depois disseram que ele estava trabalhando em uma área de terra, sentiu com fome, entrou na mata atrás de comida e não conseguiu mais sair e se perdeu”, explica o major do Corpo de Bombeiros, Cláudio Falcão.

Ao todo, foram 19 militares que se reversaram durante as buscas. O agricultor também não soube informar aos Bombeiros como se alimentou e conseguiu ficar na mata durante esses três dias.

“Quando o encontramos, ele estava muito desorientado. Nessa situação, não reconhecem nem pessoas. Então, não conseguem relatar o que fizeram. Provavelmente, ele deve recordar isso mais tarde”, explica Falcão.

Após ser encontrado, o homem recebeu os primeiros socorros dos Bombeiros e depois foi encaminhado para uma unidade de saúde na Vila Campinas, que foi o local mais próximo. Em seguida, foi deixado na casa de familiares, segundo o major.

“Foi uma sorte nossa e dele de estar vivo, porque nesses locais existem animais selvagens, como onça, que devoram pessoas. Então, foi uma sorte mesmo”, finaliza.