AMAPÁ: Estelionatário que lesou mais de 30 vítimas é solto pela justiça

"Babuja" fingia ser servidor público estadual que estaria alugando carros para o governo do estado.

A casa caiu para Luís Marcelo dos Santos, o "Babuja", mas a justiça já o colocou em liberdade
        A casa caiu para Luís Marcelo dos Santos, o Babuja; mas a justiça já o colocou em liberdade.

Luís Marcelo dos Santos, 35 anos, conhecido como “Babuja”, foi preso na tarde desta quarta-feira, 22, acusado de cometer o crime de estelionato, segundo a polícia, ele estaria tentando aplicar o mesmo golpe pela segunda vez na mesma vítima, em uma oficina mecânica, no bairro Buritizal, Zona Sul da capital.  De acordo com as vítimas, há quase um ano ele estava praticando este crime.

“Há meses que ele me prometeu um emprego no governo e fez eu pagar para ele, R$ 80, que seria o valor dos documentos necessários para eu assinar o contrato, depois disso, ele sumiu. Quando foi essa semana ele me procurou dizendo que além do meu contrato, ele ia conseguir alugar meu carro para uma empresa governamental e eu ainda ia ganhar como motorista.  Mas desta vez, ele ‘quebrou a cara’ comigo”, disse uma das vítimas na porta da delegacia.

De acordo com o delegacia plantonista da Polícia Civil, Daniel Paes, “Babuja” estava sendo procurado há quase 7 meses por no mínimo 30 pessoas que foram enganadas no golpe do contrato com o governo.

“Ele foi preso nesta tarde pela PM o mesmo se passava por gestor no governo do estado, atrás de carros para alugar. As locações seriam por valores entre R$ 500 e R$ 1,2 mil reais.  E as pessoas se deixavam ser enganadas por ele”, contou o delegado Daniel Paes.

Mas em poucas horas, o acusado foi liberado da delegacia do bairro do Pacoval. Ele ficou de se apresentar à justiça na próxima semana com seu advogado. Luís Marcelo, já teve várias passagens pela polícia, inclusive pelo presídio do Estado.