Após o resultado do Rainha das Rainhas 2017, na madrugada do domingo (19), aconteceu uma briga generalizada na sede do Trem Desportivo Clube, local onde aconteceu o concurso. Um vídeo exibido no Bom Dia Amazônia, da Rede Amazônica, mostra cadeiras sendo arremessadas durante a confusão entre os participantes do evento.

Familiares e amigos da candidata que ficou em 2º lugar no concurso, Daiane Uchoa, seriam os causadores do tumulto, de acordo com uma nota da organização do evento. A candidata afirmou, em uma rede social, ter recebido proposta de negociação do título de Rainha das Rainhas, mas não citou responsabilidades sobre a briga.

Em nota publicada no domingo, no Facebook, assinada pela presidente do Trem Desportivo Clube e coordenadora do evento, Socorro Marinho, a organização informou que vai adotar medidas judiciais e responsabilizar os envolvidos na briga e que provocaram danos ao patrimônio do clube onde aconteceu a festa.

“Pedimos desculpas pelas imagens de selvageria e nenhuma educação provocada por pessoas ligadas a candidata [Daiane Uchoa] que promoveram atos de violência, danos ao patrimônio do clube e sem dúvidas envergonharam a toda sociedade amapaense. Nenhuma dessas atitudes sairá impune, tomaremos medidas judiciais e todos os envolvidos serão responsabilizados”, informou a organização em nota publicada no Facebook no domingo.

Daiane Uchoa, que é ex-Miss Amapá, não confirmou a responsabilidade pela confusão, mas alegou, também em uma postagem no Facebook, que chegou a receber convite para negociar o título do concurso.

“Não sei pq eu ainda concorri, talvez a vontade de um novo desafio junto com a empolgação do carnaval… mas desde o início já haviam me alertado como funciona. Até o dia em que uma pessoa relacionada a coordenadora me procurou negociando o título…. era só eu pagar os [R$] 10 mil antecipado que já garantia o título [sic]”, escreveu Daiane, afirmando ter provas da proposta.

No Instagram, a Rainha das Rainhas 2016, Nataly Uchôa, comentou que, ao descer do palco, após entregar a faixa à vencedora, foi surpreendida pela mãe de uma candidata, com o que ela chamou de agressões.

Ela teria discutido com a mulher e falou que se arrependeu. Nataly também afirmou que teve a faixa puxada por um homem na confusão.

“Falei coisas infelizes, me arrependo, mas na hora da raiva não me contive, estava lá sendo ofendida, acabei me rebaixando. Foi aí que começou uma troca de agressões, quando vi, a filha dela (a candidata) veio pra cima de mim me agredindo”, afirmou Nataly.
Jéssica Pacheco, representando a Associação Recreativa Piratas da Batucada, foi eleita a Rainha das Rainhas de 2017.

A disputa elege a mulher mais bonita do carnaval do Amapá. Em segundo lugar ficou a candidata Dayane Uchôa e, em terceiro, Bruna Souza. De acordo com a organização do evento, seis candidatas desfilaram e uma desistiu no dia do evento.