AMAZONAS: Terceirizados de escola protestam por salários atrasados em Manaus

Ato ocorreu na manhã desta sexta-feira (24) na Zona Leste da cidade. Trecho da Avenida Autaz Mirim chegou a ter tráfego de veículos fechado.

Trabalhadores de serviços gerais de uma empresa terceirizada contratada pela Secretaria Municipal de Educação (Semed) fizeram um protesto na manhã desta sexta-feira (24), na Zona Leste de Manaus. Eles cobram o pagamento de salários atrasados.

A manifestação ocorreu na Avenida Autaz Mirim. Um trecho do local chegou a ter o tráfego de veículos interrompido. Os participantes dizem que alguns alunos chegaram a ser liberados.

Cassiane Videira, que trabalha como serviços gerais em uma escola da capital, disse que está sem receber há mais de dois meses.

Gracionei Lima afirmou à Rede Amazônica que está com o aluguel atrasado em razão da falta de pagamento.

Maria Bacelar trabalha há oito anos pela empresa e também tem enfrentado dificuldades.

A Prefeitura de Manaus confirma a atraso nos pagamentos. De acordo com a assessoria da Semed, os trabalhadores são contratados de uma empresa terceirizada, que não entregou, até o momento, documentos necessários para que a Prefeitura realize o repasse de verbas.

A Semed informou, ainda, que a não apresentação de comprovantes de que pagamentos de funcionários vêm sendo realizados, conforme estabelecido em contrato, impedem que o repasse por parte da Prefeitura seja feito.

A assessoria disse, também, não houve reflexos da manifestação nas salas de aula e que não houve liberação de alunos.