Ao tentar livrar casal de prisão, falsa advogada também é presa em Porto Velho

No final da manhã desta quarta-feira (06) uma mulher identificada como Giseli A. O. (25) foi detida acusada de exercício ilegal de profissão. A prisão ocorreu na Avenida Carlos Gomes, região Central da Capital.

Informações do boletim de ocorrência dão conta que a confusão começou quando um policial civil foi atingido por um carro modelo Prisma que estava dando ré, sendo conduzido por um homem. Uma mulher, que estava acomodada no banco de passageiros, afirmou ser a dona do veículo.

Ao solicitar os documentos de motorista ao condutor, este informou que não possuía CNH. Uma equipe da Companhia de Trânsito foi acionada e foi dada voz de prisão para o casal, que teria então telefonado para a suposta advogada Giseli.

A mulher chegou ao local pouco depois e perguntou aos policiais o que havia ocorrido. Os agentes perguntaram se ela era advogada e ela informou que sim. Foi então solicitado um documento de identificação e de repente Gisele confessou que não era advogada.

Os três foram encaminhados para a Central de Flagrantes e ficarão à disposição da Justiça.