Apenados são detidos em tentativa de fuga em presídio

Sete apenados serraram grade de cela para tentarem fugir nesta segunda (24). PM e agentes penitenciários flagraram a ação e impediram a fuga.

Ação aconteceu no Centro de Ressocialização Cone Sul na madrugada desta segunda-feira (24) (Foto: Aline Lopes/G1)
Ação aconteceu no Centro de Ressocialização Cone Sul na madrugada desta segunda-feira (24) (Foto: Aline Lopes/G1)

Um grupo formado por sete presos tentou fugir do Centro de Ressocialização Cone Sul em Vilhena (RO), a 700 quilômetros de Porto Velho, na madrugada desta segunda-feira (24), após serrar a grade da cela onde estavam detidos.

A ação foi flagrada e contida pela Polícia Militar (PM) e agentes penitenciários, quando os presos já estavam no pátio da unidade. Segundo a direção do presídio, foi necessário realizar alguns disparos de alerta para impedir a fuga, porém, ninguém ficou ferido.

Os sete detentos cumpriam pena na cela 8. Depois de serrarem a grade, o grupo conseguiu passar pela barreira e tiveram acesso ao pátio. “Assim que a PM descobriu a ação, já deu ordem de parada. Os presos, a princípio, quiseram continuar e foram feitos alguns disparos de alerta para o alto e eles viram que haviam perdido e retornaram para a cela. Não houve problemas maiores”, explica o diretor da unidade Valdir Tavares.

A tentativa de fuga foi registrada na Delegacia de Polícia Civil. A direção do presídio irá abrir um processo disciplinar contra os presos e um juiz determinará qual será a punição.
Alerta
Desde a última quarta-feira (19), o Centro está operando com a segurança reforçada devido às brigas entre facções que aconteceram em outras unidades, inclusive em Porto Velho, onde resultou na morte de oito presidiários no início da semana passada. De acordo com a direção do presídio, a ação está surtindo efeito, pois até o momento não houve problemas.

“Estamos em alerta, pois recebemos informações que no estado poderia ocorrer essa movimentação, por isso, a PM reforçou a segurança no presídio e estamos trabalhando com dez agentes em plantão ao invés de oito, como seria o normal”, disse o diretor.

Última fuga
No dia 1º de julho, cinco detentos que estavam cumprindo pena no presídio de Vilhena conseguiram fugir depois de serraram a grade da janela de uma cela. Um deles foi recapturado vinte dias depois no município de Rondolândia (MT), outro no mês de agosto em Porto Velho e o terceiro foi encontrado em setembro em um hotel de Rolim de Moura (RO), na região da Zona da Mata. A polícia investiga o paradeiro dos demais.