Atingidos pelas cheias assinam contratos para receberem moradias