O vigilante F. A. S., 42, foi preso na tarde desta terça-feira (09) sob a acusação de estuprar uma adolescente de 13 anos em uma residência no bairro Liberdade, área Central de Porto Velho. A vítima alega ser garota de programas sexuais.

Segundo narra a ocorrência, a adolescente estava desaparecida de casa desde o último sábado (06) e a mãe dela conseguiu descobrir o endereço que ela estava através de informações via Facebook. A PM foi chamada e abordou o vigilante na companhia da menor.

Ele afirmou que conheceu a adolescente através de uma agenciadora de garotas de programa e pagava em média  R$ 50,00 por cada relação. Disse ainda que a última vez que se relacionou com a adolescente foi na noite de ontem.

Para a polícia, ele afirmou ainda que a menina estava na casa dele há 4 dias e acredita ter adquirido alguma doença sexualmente transmissível (DST).

A menor disse que suspeita de estar grávida e também possuir alguma doença sexual. Uma jovem de 23 anos, apontada como a ‘cafetina’, não foi localizada. O vigilante conta que ela é acostumada a prostituir garotas menores de idade.

O suspeito foi encaminhado para a Central de Flagrantes  e enquadrado no crime de estupro de vulnerável.