FONTE: Divulgação
Reportagens publicadas em jornais de alcance nacional informam que o principal líder do PDT no país, Ciro Gomes (PDT), terceiro colocado na disputa presidencial do ano passado, deverá expulsar os deputados federais que votaram a favor da reforma da Previdência.

O texto-base da reforma foi aprovado ontem, na Câmara, por um placar elástico: 379 votos a favor da proposta do governo contra 131 da oposição.

Crítico das mudanças apresentadas, Ciro gravou vários vídeos e publicou nas redes sociais, afirmando que as novas regras vão beneficiar principalmente os mais pobres. Tanto ele quanto o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, já haviam anunciado que expulsariam quem fosse contra a orientação da legenda.

Dos oito deputados rondonienses na Câmara, apenas Expedito Netto (PSD) e Mauro Nazif (PSB), votaram contra a reforma. Os demais, entre eles a jiparanaense Sílvia Cristina, votaram com o governo.

O PSB não anunciou punição para os “infiéis”, mas a pedetista da Capital da BR deve ser expurgada por Ciro e Lupi.

FONTE: Folha do Sul