A menina Fernanda Adriana Caparica Pinheiro, de apenas 7 anos, estava brincando em casa, no Parque União, no conjunto de favelas da Maré, por volta das 20h desta quarta-feira (15), quando foi ferida. O tiro atingiu o tórax da criança, que chegou a ser socorrida e levada para o Hospital Federal de Bonsucesso, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Pelas redes sociais, moradores da comunidade relatam a insegurança e o medo que sentem constantemente. “Fui buscar meu filho de bicicleta na escola, chegou ali no depósito de gás começou tiroteio. Estou assustada até agora”. “Cuidado gente eu moro aqui no Parque União. Dá pra ver as balas passando”, afirmou outro morador.

Durante toda a quarta-feira, não houve operação policial no conjunto de favelas. De acordo com a PM, o que aconteceu foram confrontos entre traficantes de facções rivais. A causa seria a morte de um gerente do tráfico de uma das facções que atua na região.

Nesta quarta, quase seis mil alunos ficaram sem aulas nas escolas do conjunto de favelas da Maré. Os moradores relataram tiroteios durante todo o dia.

Pela manhã, uma moradora disse: “Saio corrida de casa a baixo de tiros pra tentar trabalhar. Chego no local de trabalho tenho que correr de novo. Não aguento mais isso assim. Tá difícil mesmo”.