O jovem Anderson Moraes dos Santos, de 22 anos, morreu esmagado durante a derrubada de uma árvore na zona rural de Brasiléia, no interior do Acre. O caso ocorreu nesta quarta-feira, dia 18, e só se tornou público na manhã de quinta, dia 19, quando familiares manifestaram revolta com a falta de peritos na região.

O acidente, segundo testemunhas, ocorreu pela manhã, mas com a dificuldade para acesso ao local e a distância da cidade, a informação só chegou pela tarde. Sem médico legista ou veículo para buscar o corpo do rapaz, o corpo só chegou ao hospital no final da tarde.

“Isso é revoltante! A falta desse profissional e um carro nos deixou revoltado com quem deveria dar assistência nesse momento terrível. Sem falar que, com a falta do médico legista ainda corremos o risco de ter que esperar por mais horas, os técnicos virem da Capital”, desabafou um dos parentes ao site O Alto Acre.

Durante a noite, o corpo de Anderson foi liberado para o velório. Ele deve ser enterrado na tarde desta quinta, no cemitério municipal da cidade. Não se sabe se a derrubada era ilegal ou tinha autorização para acontecer.

Fonte: Acre 24 Horas