Romy McCloskey cria borboletas-monarcas há algum tempo, e sabe muito bem que esses bichinhos lindos e simpáticos têm um tempo curto de vida, que varia de duas semanas a cinco meses.

Uma das borboletas nascidas recentemente veio ao mundo com uma asinha defeituosa, e McCloskey resolveu fazer um transplante de asas, usando material de outra borboleta, que tinha acabado de morrer.

“Eu sou uma figurinista profissional e mestre em bordado à mão, esta é exatamente a minha área”, declarou a ambiciosa designer, em declaração publicada no Bored Panda. Para colocar sua ideia em prática, ela precisou de materiais bem comuns, como uma toalha, um cabide de arame, palitos de dente, cotonetes, tesoura, pinça, talco e cola.

Ela explicou que as asas das borboletas são como nossas unhas ou cabelos, sem receptores de dor, então não foi preciso usar anestésicos. No final das contas, a “cirurgia” foi um completo sucesso, e você pode acompanhar o passo a passo nas imagens a seguir: