Detento não respeitou mulher de colega preso e acabou se dando mal, teve que sambar, dançar “na boquinha da garrafa” e logo após entrar em um barril cheio de água.