Dono da Zara desbanca Bill Gates no topo da lista de mais ricos do mundo

Amancio Ortega, dono da Zara (Foto: Xurxo Lobato/ Contributor/Getty Images)
Amancio Ortega, dono da Zara (Foto: Xurxo Lobato/
Contributor/Getty Images)

O bilionário espanhol  Amancio Ortega, fundador da Inditex, acabou de substituir Bill Gates como bilionário mais rico do mundo, de acordo com o ranking em tempo real da Forbes.

Com US$ 79,5 bilhões, sua fortuna ultrapassou a do criador da Microsoft, de US$ 78,5 bilhões. Ele já havia alcançado brevemente o primeiro lugar na lista de bilionários em outubro de 2015.

Segundo a publicação, o enriquecimento recente foi por conta da valorização de 2,5% nas ações da Inditex, varejista dona da Zara, Massimo Dutti e Pull&Bear.

A companhia, que investe pouco em marketing e propaganda, se especializou em aumentar a eficiência da sua operação para lançar continuamente coleções novas a preços mais baixos que outros concorrentes.

A Zara se tornou o símbolo do fast fashion, por levar apenas três semanas para criar, produzir e vender peças novas, enquanto a média do mercado é de cinco meses, afirmou a Forbes,

De acordo com a Bloomberg, no entanto, Bill Gates continua sendo o homem mais rico do mundo, com US$ 89,9 bilhões, enquanto o espanhol tem US$ 79,5 bilhões. O veículo usa técnicas diferentes para medir a riqueza dos bilionários, por isso há diferença nos dados.

O brasileiro mais bem colocado no ranking é Jorge Paulo Lemann, da ABInbev, na 20ª posição.

Veja a lista dos mais ricos do mundo e suas fortunas, de acordo com a “Forbes”:
1º – Amancio Ortega (Zara): US$ 79,1 bilhões
2º – Bill Gates (Microsoft): US$ 78,4 bilhões
3º – Jeff Bezos (Amazon): US$ 67,3 bilhões
4º – Warren Buffett (Berkshire Hathaway): US$ 67,3 bilhões
5º – Mark Zuckerberg (Facebook): US$ 56 bilhões
6º – Larry Ellison (Oracle): US$ 51,23 bilhões
7º – Michael Bloomberg (Bloomberg LP): US$ 51,2 bilhões
8º – Carlos Slim Helu (telecom): US$ 51,1 bilhões
9º – Charles Koch (diversos): US$ 43 bilhões
10º – David Koch (diversos): US$ 43 bilhões
20º – Jorge Paulo Lemann (ABInbev): US$ 32,4 bilhões