Uma adolescente de 12 anos deixou diversos bilhetes com “pedido de socorro” na porta da casa de um vizinho e nele relata os momentos de tortura e agressão que sofre do próprio pai. O caso foi registrado em Várzea Grande e passa a ser apurado pela Polícia Civil.

Nos bilhetes,  a garota descreve que o pai chutou seu rosto, quebrou seu nariz e a mantinha em cárcere. Em um dos relatos conta que o pai havia “prometido” se mudar para uma cidade do interior.

Com isso, a menina se desesperou e escreveu os recados para o vizinho. Em uma das cartas a menina conta ainda que o pai chegou a dormir com ela no mesmo quarto.

Ela diz ainda que não vê a mãe faz dois anos. “Oi, de novo. Ele [pai] está querendo mudar para o Nortão e eu não vejo minha mãe faz 2 anos. Você não acha que é muito? Eu preferia ele morto, assim ninguém precisava sofrer. Eu não aguento. Eu estava tratando de fugir, mas se eu fugir ele mata as pessoas que eu tanto amo. Vocês não houve gritar não?!”, relata a menina em uma das cartas escrita em uma folha de caderno.

A polícia Militar foi até o endereço citado pelo vizinho e lá encontrou a adolescente que confirmou os relatos do bilhete. O suspeito foi detido e identificado como Ednei Marques Siqueira de 40 anos.

Na casa foi encontrado duas munições de fuzis, uma ponto. 50 e outra de calibre 762.  O Conselho Tutelar foi acionado para acompanhar o caso.