Em período de maior necessidade de sangue, Fhemeron segue fechada

Da Redação

A Fundação de Hematologia e Hemoterapia do Estado de Rondônia (Fhemeron) manifestou preocupação com feriado prolongado, que incorre no aumento da média de acidentes e, consequentemente, na necessidade de aumento do estoque de sangue para atender a demanda das unidades hospitalares no estado. Contudo, nestes dois dias, a sede da Fundação em Porto Velho fechou as portas para receber doações.

Em comunicado à imprensa, a Fhemeron informou que estaria fechada na quinta-feira (26) em virtude do feriado nacional alusivo a Corpus Christi, e também nesta sexta-feira-feira, “por força do decreto governamental, que adiou o feriado de terça-feira (24), em homenagem à padroeira de Porto Velho”.

O decreto do governo estadual é abrangente às repartições públicas estaduais. Mas, no caso da Fhemeron, cujas atividades estão intrinsecamente ligadas à salvar vidas, por meio da coleta e distribuição de sangue para as unidades hospitalares, não deveria haver uma exceção? Ou ao menos ser mantida uma equipe de plantão para o expediente nesses dois dias de feriado?

“Mas no sábado (28) o atendimento será normal das 8h às 12h”, amenizou a Fundação, no comunicado. Mas, a vida não espera.