FOTO: (Divulgação)

Uma acadêmica de direito e servidora pública municipal de 30 anos foi presa na noite de domingo (14) após tentar agredir um agente penitenciário de 40 anos e a esposa dele com um bebê no colo. O crime aconteceu em uma vila de apartamentos localizada no bairro Pedrinhas, zona Norte de Porto Velho (RO).

Segundo consta em ocorrência, a mulher chegou em um carro na vila de apartamentos e o agente penitenciário foi até a frente para tirar sua moto que estava atrapalhando a passagem do automóvel.

Todavia, a suspeita em visível estado de embriaguez desceu do veículo alterada, começou a xingar e a dizer que não suportava o agente penitenciário. Em seguida, ela tentou agredir o agente, mas foi impedida pelo namorado dela. Porém, ela pegou o capacete dele e destruiu jogando no chão.

Depois do ocorrido, a suspeita entrou na vila e foi até o apartamento do agente penitenciário tentar agredir a esposa dele que estava com um bebê no colo. As agressões só não se concretizaram porque a mulher fechou rapidamente a porta.

Quando uma equipe da Polícia Militar chegou, a suspeita passou a gritar que era estudante de direito e servidora concursada da prefeitura.

Segundo a polícia, a mulher afirmava que não ia ser levada presa e tentava simular que estaria sendo agredida pelos militares. Mesmo na frente da PM, a mulher ainda tentou agredir as vítimas e fez ameaças de morte.

Os policiais conduziram a suspeita sem algemas para a Central de Flagrantes.

 

FONTE: Rondoniaovivo