Energia Sustentável do Brasil e seus acionistas doam créditos de carbono para as Olimpíadas Rio 2016

thumbnail_DOAÇÃO CRÉDITO DE CARBONO PARA AS OLIMPÍADAS RIO 2016Engie, Mitsui & CO., Eletrobras Eletrosul e Eletrobras Chesf, acionistas da Energia Sustentável do Brasil S.A. (ESBR), concessionária da Usina Hidrelétrica (UHE) Jirau, doaram 70.000 (setenta mil) créditos de carbono para a Secretaria de Estado do Ambiente do Rio de Janeiro. A doação contribuiu com o Projeto de Compensação de Emissões de Gases de Efeito Estufa dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos – Rio 2016 (Programa Jogos Limpos 2016).

Esta ação foi possível devido ao registro da UHE Jirau no âmbito do Mecanismo de Desenvolvimento Limpo em dezembro de 2012 pela Organização das Nações Unidas.

Desde então, o projeto se tornou elegível para o recebimento de créditos de carbono e  posterior comercialização ou doação desses créditos. A Hidrelétrica tem a capacidade instalada de 3.750 MW e o potencial de gerar energia limpa para mais de 10 milhões de residências, o que reduz a emissão de gases de efeito estufa em aproximadamente seis milhões de toneladas de CO2 ao ano por substituir a geração termelétrica com combustíveis fósseis por energia renovável.

“Tudo isso confirma a importância da UHE Jirau para a matriz energética  brasileira e sua viabilidade socioambiental, que proporciona práticas sustentáveis como esta, visando contribuir com o futuro das próximas gerações”, destaca Victor Paranhos, Diretor-Presidente da ESBR. Com a doação dos créditos, a empresa e os seus acionistas estão colaborando para compensar a emissão de cerca de 1,6 milhão de toneladas de gás carbônico emitido em obras e serviços relacionados aos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016.

Usina Hidrelétrica Jirau – localizada no Rio Madeira em Porto Velho (RO), contou com financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que incentiva a implantação de projetos hidrelétricos e de outras fontes renováveis com baixa intensidade em emissões de gases de efeito estufa.

Assessoria