EUA começa a estudar sinal ‘alienígena’ captado por russos

A organização norte-americana de pesquisa SETI, que busca inteligência extraterrestre, começou a estudar o sinal de rádio incomum pegado por astrônomos russos no ano passado, relata a Reuters.

O sinal pode não ter sido enviado por uma civilização extraterrestre, mas os cientistas vão verificar esta versão também. A equipe russa de astrônomos recebeu o sinal no ano passado. É sabido que ele veio de um sistema de estrelas que fica 94 anos-luz da Terra.

De acordo com o diretor da SETI Seth Shostak, muito provavelmente o sinal teve origem em “um choque de placas continentais” ou foi provocado por satélite natural, que é uma ocorrência comum. Ele também apontou que, se os astrônomos russos tivessem acreditado que eles tinham recebido um sinal extraterrestre, teriam relatado mais cedo.

“Eles não disseram nada sobre isso há mais de um ano. Se nós tivéssemos recebido o sinal, teríamos verificado e enviado a informação a outros astrônomos para que eles também a verificassem”, disse Shostak.

No entanto, os astrônomos da SETI, usando vários telescópios, passaram as últimas duas noites estudando o sistema HD 164595, que tem apenas um planeta conhecido em órbita. De acordo com Shostak, os cientistas não detectaram quaisquer sinais incomuns. Com informações do Sputnik Brasil.