Acusada na Lava-Jato (juntamente com seu marido) de receber R$ 1 milhão de forma ilegal, a senadora  Gleisi Hoffmann usa e abusa do foro privilegiado e não mede as palavras ao atacar as autoridades do país.

Na última quinta-feira, a senadora disse que Moro é um “covarde” e acusou o magistrado de trabalhar a favor “daqueles que querem acabar com a democracia”.