As conversas foram gravadas durante três meses e revelaram que, em vez de cumprir a lei, os PMs faziam ameaças e combinavam roubos, extorsões e até assassinatos.

Exclusivo: o Fantástico teve acesso a gravações telefônicas que mostram policiais militares de São Paulo praticando todo tipo de crime.

Com o pagamento de propina, bandidos que deveriam ser presos podiam continuar na rua, cometendo crimes.