As execuções eram realizadas como uma forma de justiça privada, pelas mais variadas razões, que iam, desde cobranças de dívidas, até crimes encomendados.