O ministro de Estado da Defesa, Joaquim Silva e Luna, foi um dos homenageados com a Medalha Mérito Marechal Rondon, grau Grã-Cruz, durante cerimônia ocorrida no final da tarde de terça-feira, 4, no salão nobre Rosilda Shockness (Centro Político Administrativo do Governo de Rondônia). A medalha foi entregue pelo governador Daniel Pereira, sendo a insígnia mais importante concedida pelo Estado. É através dela, que o governo estadual reconhece e valoriza as pessoas que trabalharam em benefício do desenvolvimento econômico, político, empresarial e cultural de Rondônia.

Além do Ministro da Defesa, foram condecorados com medalha Marechal Rondon – grau Grã-Cruz – o ministro do Superior Tribunal Militar, general-de-Exército Luiz Carlos Gomes Mattos; com grau Grande Oficial o general de Divisão da Reserva, Jorge Armando de Almeida Ribeiro; com grau Oficial, o procurador-geral da Fundação Osório, coronel Melquíades Soares dos Santos.

“Essa é uma solenidade que homenageamos as pessoas com o símbolo do que nós temos de melhor que é o nosso Marechal Cândido Mariano da Silva Rondon, um homem que tem uma história inspiradora e sendo uma história de vida bonita e hoje tem o respeitado em todos os quadrantes desse país e entre outras grandes aventuras devolveu ao povo brasileiro o Forte Príncipe da Beira”, disse o governador a tecer comentários sobre Marechal Rondon.

Ministro da Defesa Joaquim Silva e Luna é homenageado com a Comenda da Ordem Mérito Marechal Rondon

A insígnia foi criada em novembro de 1982 pelo então governador Jorge Teixeira, sendo alterada pelas Leis 2.262 de 2010, a de número 2.335, de 2010, e pela Lei 3.297 de 2013, ficando instituída a Ordem do mérito marechal Rondon, destinada a agraciar personalidades ou instituições.

Também participaram da solenidade alguns membros da Conselho da Ordem Mérito Marechal Rondon, tais como: professora, escritora e historiadora Ieda Pinheiro Bozarcov; o presidente da Academia de Letras de Rondônia,Francisco Chagas da Silva, o Superintendente de Esportes, Cultura e Lazer, Rodnei Paes; o secretário chefe da Casa Militar, coronel PM Júlio Martins Figueiroa, bem como do próprio governador Daniel Pereira que é grão-mestre da Ordem.

A comenda tem como seus ícones a Cruz dos Templários, a efígie de Rondon e o contorno estelar do Real Forte Príncipe da Beira. Conforme destacado, essa tríade representa a fé, a coragem e o progresso, ou seja, pilares sobre os quais se assentaram o desenvolvimento e o progresso do Estado.

MINISTRO DE ESTADO DA DEFESA

Joaquim Silva e Luna é general de Exército da reserva e está no comando do Ministério da Defesa. Ao ser nomeado para o cargo de Ministro da Defesa, ocupava o cargo de Secretário-Geral do Ministério da Defesa e antes ocupou o cargo de Secretário de Pessoal Ensino, Saúde e Desporto, deste Ministério.

Como Oficial General, foi Comandante da 16ª Brigada de Infantaria de Selva, em Tefé-AM, de 2002 a 2004. Em Brasília-DF, foi Diretor de Patrimônio, de 2004 a 2006, Chefe do Gabinete do Comandante do Exército, de 2007 a 2011 e Chefe do Estado-Maior do Exército, de 2011 a 2014. Como Oficial Superior, comandou o 6º Batalhão de Engenharia de Construção, em Boa Vista-RR, de 1996 a 1998.

No exterior, foi membro da Missão Militar Brasileira de Instrução no Paraguai e Assessor de Engenharia, de 1992 a 1994 e Adido de Defesa, Naval, do Exército e Aeronáutico em Israel, de 1999 a 2001.Durante a sua vida militar recebeu diversas condecorações nacionais e de nações amigas.

Fonte: Assessoria