Um parente do jovem que foi executado na cachoeira do Ceuzinho, em Campo Grande, e teve a execução filmada por celular comentou o caso na manhã desta quinta-feira (16). O famliar, que por segurança não teve a identidade revelada, afirmou que Richard Alexandre Lianho, de 25 anos, foi assassinado de uma maneira desumana.

“Isso não é coisa que se faça com ninguém, não. Deram os tiros nele. Pra que cortar o guri daquele jeito? Igual cachorro”, disse.

No desabafo, o familiar conta que o motivo do crime foi o envolvimento de Richard com a mulher de um integrante de uma facção criminosa.

“Ele morava com uma menina, né? Mas, de repente ela ia em Três Lagoas visitar esse ex-marido dela no presídio. Iludia ele. Eu peguei e falei pra ele: ‘não vai mexer com essa mulher porque essa mulher vai dar um rolo pra você’. E, de repente, ele apareceu, pegou a mudança dela e foi embora. Não se justificou por nada. No outro dia, o cara ligou, já ameaçando que ia matar ele, que mulher do Comando ninguém mexe, não. Eu perguntei pra ele: ‘você vai matar o cara? Você tinha que matar ela, que andou traindo você’. Não foi ele”, desabafou o familiar.