Indígena é detido acusado de estuprar enteada de 12 anos

Um homem de 27 anos foi detido pela Polícia Militar de Chupinguaia, acusado de estupro de vulnerável.

O homem que é de origem indígena, reside na aldeia Tubarão, em Chupinguaia, com a esposa e a enteada de apenas 12 anos.

Segundo a ocorrência, na noite de sexta-feira, 03, após a mãe da criança ter dormido, ele  teria ido até o quarto da vítima e iniciado o ato de estupro. A vítima relatou à parentes, que o padrasto teria tapado sua boca com a mão e ainda teria dado tapas no rosto da criança.

Ao perceber que a enteada estava muito agitada, o homem teria voltado para o seu quarto. Neste momento, conforme relatos da vítima, a criança teria saído de casa e caminhado até a residência de uma tia, que fica a cinco quilômetros do local dos fatos. Esta não seria a primeira vez que o padrasto teria abusado da menina.

A tia abrigou a criança, e na manhã deste sábado, procurou a polícia e relatou o caso. Os policiais fizeram buscas e encontraram o suspeito em um bar, o homem estava bebendo e não reagiu à prisão.

Após procedimentos de praxe, o indígena foi encaminhado à delegacia de Polícia Civil de Vilhena, onde foi apresentado ao delegado de plantão.