Unisp Vilhena/Foto: Extra de Rondônia

Mais um caso elucidado em Vilhena foi apresentado na manhã desta terça-feira, 05, pelo delegado Núbio Lopes, responsável pela Delegacia Especializada na Repressão de Crimes Contra Vida (DERCCV).

Trata-se de um homicídio contra Carlos Henrique Ferreira da Silva, ocorrido no dia 07 de setembro de 2019, na Rua 1511, no bairro Cristo Rei, em Vilhena, cometido por R.A.M., de 29 anos.

De acordo com Núbio, apurou-se que no dia do fato, a vítima participava de uma festa na companhia de vizinhos do bairro, quando em determinado momento Carlos iniciou uma discussão com um homem de prenome “Waldeci” por motivos fúteis, sendo este sogro do denunciado.

Para acabar com o bate-boca, Waldeci saiu e se dirigiu até casa do genro que fica em frente do local da festa, porém, a vítima foi atrás e começou a agredi-lo. O indiciado R.A.M., ao presenciar o sogro sendo agredido, pegou uma arma e efetuou um disparo no chão, mas vítima pareceu não ter se intimidado e invadiu a casa para tomar arma do acusado, acabando por ser baleado duas vezes, morrendo em seguida. Após os disparos, o denunciado fugiu em seu veículo, mas dois dias depois se apresentou na delegacia para apresentar sua versão do ocorrido.

Entretanto, Núbio reforçou, que não pediu a prisão preventiva acusado porque ele colaborou com a elucidação do crime e sempre que era convocado para a Unisp comparecia e informou seu endereço atual. Outro fator para tanto era o fato dele ser réu primário na época.

O delegado finalizou dizendo que o caso foi concluído no dia 31 de outubro deste ano e o inquérito foi enviado para o Ministério Público (MP). Na conclusão, R.A.M. foi denunciado por homicídio simples.

 

FONTE: EXTRA DE RONDÔNIA