O casal foi preso na madrugada dessa quarta-feira, 18, em uma residência localizada na Avenida 1515, após um dos agentes do assalto a mão armada ocorrido na residência de um tenente aposentado da Polícia Militar na mesma noite, ter deixado seu aparelho celular na cena do crime e serem encontradas várias conversas via aplicativo de mensagem do mesmo com seu irmão, Marcos da Silva Souza, de 28 anos, e com a cunhada Daniele Cristina de Souza, relatando detalhes do planejamento do crime.

De acordo com o registro da ocorrência, após a vítima recolher o referido aparelho deixado por um dos meliantes e entregar a uma guarnição da Polícia Militar, foram localizadas trocas de mensagens que provavam que Marcos e Daniele tinham conhecimento do crime, devido estes estarem a todo o momento questionando o infrator se ele tinha conseguido lograr êxito em roubar a arma do militar.

Através das mensagens também foi possível comprovar que Daniele ficaria responsável pela referida arma e por dar fim nas roupas usadas pelos agentes, após o crime. Também foram encontradas trocas de mensagens da suspeita com indivíduos que já tinham sido presos anteriormente por roubo de veículos na cidade.

Diante dos fatos, Marcos, que já possuía várias passagens pela polícia e um mandado de prisão por furto de veículos, e sua esposa Daniele foram apresentados na Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp), juntamente com seus respectivos aparelhos celulares, de onde o jovem foi conduzido diretamente para o presídio Cone Sul.

O irmão de Marcos, identificado como Felipe Silva Santos, natural do Mato Grosso e seu comparsa, ainda não foram localizados.

Fonte: Extra de Rondônia