Jovem surta e começa a gritar “Pokémon”

O estudante universitário que causou uma confusão nessa sexta-feira (19) na agência do Banco do Brasil da UFRN, vai responder pelos crimes de dano qualificado ao patrimônio (por ter quebrado a tela de um computador) e lesão corporal, uma vez que os estilhaços do equipamento feriram a perna de uma mulher.

A fiança foi estipulada em R$ 400, mesmo valor do prejuízo do banco com o episódio. A razão do descontrole não foi explicada pelo rapaz, nem por seu advogado. Segundo a Polícia Civil, ele teria dito em depoimento que estava na fila do banco quando teve pensamentos estranhos e um desejo impulsivo de atacar o computador.