LEI SECA: Polícia prende oito pessoas dirigindo embriagadas na Capital

A Blitz da Lei Seca prendeu na madrugada de domingo 21, oito motoristas por embriaguez ao volante. A barreira foi montada na Avenida Carlos Gomes, região central de Porto Velho.

De acordo com o boletim de ocorrência, em dos casos, um jovem de 20 anos foi abordado na blitz, mas se recusou a realizar o teste do bafômetro. Conforme os policiais militares, ele apresentava sinais de embriaguez, caracterizados pela fala alterada e vermelhidão nos olhos. Ele foi preso e levado para a Central de Flagrantes.

Outro caso registrado foi de homem de 32 anos. Abordado ele apresentou a documentação do veículo, mas estava com taxas em atraso. O teste do bafômetro foi feito e apontou 0,46 mg/l. Também foi conduzido.

Consta ainda no BOP, que outros seis condutores fizeram o do bafômetro que apontou embriaguez ao volante, eles foram encaminhados à Delegacia. Seus veículos foram removidos para o pátio do Detran da capital.

VEJA O QUE DIZ A LEI SECA:

É considerado crime quando o motorista é flagrado conduzindo veículos com índice de álcool no sangue superior a 0,34 miligrama de álcool por litro de ar expelido ou 6 decigramas por litro de sangue.

A pena de detenção pode variar de seis meses a três anos, multa e suspensão temporária da carteira de motorista ou proibição permanente de obter a habilitação.

O Código de Trânsito Brasileiro estabelece multa de R$ 1.915,40, além de sete pontos na carteira. Os condutores também têm a CNH apreendida.

Se o motorista tiver cometido a mesma infração nos 12 meses anteriores, o valor da multa é dobrado.

Rondonoticias