Uma mulher de 31 anos foi presa suspeita de torturar o próprio filho, de 7, em Senador Canedo, Região Metropolitana de Goiânia. Segundo a equipe das Rondas Ostensivas Táticas Metropolitana (Rotam) que fez a detenção, a mãe alegou que espancou a criança com uma corda porque ele estava muito “teimoso e levado”.

O crime foi cometido na manhã de domingo (11). De acordo com o tenente João Rosa Soares Júnior, a corporação chegou até a mulher depois que um vídeo do menino agredido, feito pela própria mulher e enviado ao pai do garoto, começou a repercutir nas redes sociais.

“Nós conseguimos encontrar a residência a noite [de domingo] e, em entrevista, ela confessou o crime, alegando que o menino estava teimoso e que queria dar um corretivo nele”, disse o policial ao G1.

O menino apresentava hematomas e marcas na costas, peito, braços e pescoço. De acordo com João Júnior, o pai da criança mora em Tocantins. O garoto vive com a mãe, o padrasto e mais cinco irmãos.

A vítima está aos cuidados do Conselho Tutelar de Senador Canedo. Já a mulher está detida na delegacia de Senador Canedo.