Uma menina de dez anos foi levada ao hospital para uma emergência devido à dor abdominal intensa, os médicos e a família da criança ficaram chocados depois de saber que não era uma condição digestiva, mas dores de parto.

De acordo com investigações posteriores, descobriram que seu irmão de quatorze anos engravidou a menina durante uma “Brincadeira”.

Apesar de tudo, o Corpo Nacional de Polícia ficou encarregado de reunir todos os testes possíveis, incluindo provas de DNA para descartar qualquer outra possibilidade, como um abuso por parte de alguém maior.

O pai foi totalmente descartado, porque as declarações concordaram que ele estava na França, onde passou uma temporada de questões trabalhistas, que foi investigado e corroborado pela polícia.

Além disso, a criança foi declarada inatacável porque, segundo as autoridades, era uma relação consensual. Os parentes das crianças disseram que ele não tinha ideia de que a menina estava grávida.

De acordo com os testemunhos recolhidos pelas autoridades, a família é de origem boliviana e, após o parto, acabaram com um novo membro: um pequeno homem.

Após o evento, as autoridades foram encarregadas de investigar a família e, caso houvesse evidências de que as crianças estavam em estado de desamparo, ela seria removida e depois admitida em um centro juvenil.

Fonte: Mceara