FOTO: Divulgação
Foi preso na noite de ontem (domingo, 09), um casal suspeito de tráfico de entorpecentes em Vilhena. O rapaz, que tem 23 anos, foi abordado na casa onde mora, no bairro Moysés de Freitas; a moça também estava em casa, no Cristo Rei, quando a PM a flagrou.

A polícia averiguava uma informação de que a dupla estaria comercializando drogas na cidade, e que a casa da moça era usada como ponto de venda. Ao se aproximar do local, o suspeito saiu em um carro e foi seguido até onde mora, no Moysés de Freitas.

Quando a PM fez a abordagem, encontrou no bolso do rapaz uma porção de cocaína. O suspeito assumiu que em seu quarto havia mais entorpecentes e, no cômodo, a polícia encontrou mais três invólucros de maconha, pesando cerca de 3 gramas, além de R$ 55.

Já na casa da moça, ela foi informada que o namorado havia sido preso por tráfico e assumiu que vendia drogas no local. Foram entregues à polícia oito invólucros de maconha, que pesaram 55 gramas, e com a investigada ainda estavam R$ 340.

No local também estava um rapaz que trabalha como entregador de um aplicativo de comida. Ele confessou ter ido comprar maconha com a investigada e estava com 4 gramas. O jovem, de 21 anos, disse que pagou R$ 20 na porção.

A polícia ainda encontrou na casa duas bicicletas e uma botija de gás, que não tiveram procedência confirmada.

A investigada é mãe de duas crianças, sendo a mais nova de um ano e quatro meses e a mais velha pouco mais de dois anos. Diante da situação, o Conselho Tutelar foi acionado para se responsabilizar pelas menores.

Em seguida, ambos os envolvidos foram levados para a Unisp (Unidade Integrada de Segurança Pública), onde o caso está registrado.

Fonte: Folha do Sul