PM fecha “boca de fumo” no residencial Orgulho do Madeira

Lenilson Guedes/ ass- PM

Nesta segunda-feira, 15, a guarnição de Polícia Comunitária do 5° BPM, composta pelos soldados Ualans, Vasconcelos, J. Santos e Alan, desarticulou e fechou uma “boca de fumo” localizada dentro do residencial Orgulho do Madeira. Durante o patrulhamento no local, os policiais abordaram Rafael Lima Damascena e, através de consulta à POLINTER, constataram que havia Mandado de Prisão em seu desfavor.  Através de informações da  comunidade, os policiais tiveram acesso ao apartamento  de Rafael, onde localizaram 11 invólucros de substância entorpecente, aparentando ser maconha, dinheiro proveniente da mercancia, além de materiais utilizados para o “endolamento” da droga.

Segundo os moradores do residencial, que hoje estabeleceram uma relação de confiança com a Polícia Militar, o apartamento do acusado  era local de grande movimentação e intenso tráfico e consumo de entorpecentes. Relataram também que eram constantemente ameaçados por Rafael e os frequentadores da “boca de fumo”, para que não denunciassem os ilícitos que ali ocorriam. Juntamente com Rafael, foram conduzidos para a Central de Polícia, um homem e três mulheres, sendo uma delas menor de idade, que confirmaram que ali estavam, também,  para consumir e comercializar entorpecentes.

O Orgulho do Madeira conta desde meados do mês de julho com policiamento específico para àquela localidade, com apoio da Base Móvel Belmont, que tem sido imprescindível para consulta de bancos de dados e monitoramento.

O policiamento comunitário tem sua essência na aproximação da instituição com a comunidade, o que nos subsidia para o oferecimento de um serviço de maior qualidade, principalmente no que tange à prevenção, afirmou o major PM Herton, comandante do 5º BPM.

As ações de polícia preventiva tem sido motivo de satisfação para os moradores alocados nesse projeto governamental, que almejavam com ansiedade uma presença mais efetiva da Polícia Militar.


Fonte e foto 5º BPM