Um policial militar morreu após troca de tiros com a quadrilha suspeita de explodir e roubar um carro-forte na noite desta segunda-feira (13) em Barrinha (SP). Segundo informações da PM, os agentes faziam um cerco quando houve o confronto.

Ainda de acordo com a PM, o soldado foi atingido por disparo de fuzil na cabeça, chegou a ser socorrido, mas morreu a caminho do hospital. Os assaltantes conseguiram fugir e ainda são procurados pelos policiais militares.

A quadrilha composta por aproximadamente 10 homens armados com fuzis chegou atirando contra o carro-forte da empresa Protege no quilômetro 100 da Rodovia Carlos Tonani (SP-333), por volta de 19h10.

O grupo rendeu e retirou os seguranças de dentro do veículo, antes de explodir o cofre. A PM informou que parte do dinheiro ficou espalhada na pista e ainda não há confirmação se os assaltantes conseguiram roubar o valor transportado.

A PM realiza cercos em estradas da região, pois suspeita que o grupo esteja fugindo por canaviais. Um desses grupos se posicionava entre as rodovias José Corona e Deputado Cunha Bueno (SP-253), em Guariba (SP), quando houve o confronto e o soldado foi baleado.

Em nota, a Protege afirmou que seus colaboradores encontram-se em segurança e informou que colabora com as autoridades nas investigações. A Protege disse ainda que tem como política de segurança não comentar sobre valores transportados.

Criminosos renderam seguranças do carro-forte e explodiram veículo em seguida em Barrinha (Foto: Ariane Lima / EPTV)Criminosos renderam seguranças do carro-forte e explodiram veículo em seguida em Barrinha (Foto: Ariane Lima / EPTV)
Carro-forte ficou completamente destruído após ação de criminosos em Barrinha (Foto: Ariane Lima / EPTV)Carro-forte ficou completamente destruído após ação de criminosos em Barrinha (Foto: Ariane Lima / EPTV)