Quatro soldados da Polícia Militar de Pernambuco tiveram a prisão determinada pelo secretário de Defesa Social, Ângelo Gioia. Os policiais são suspeitos de agressão e de adotarem procedimentos impróprios durante a prisão de uma dupla que teria roubado um carro, na Av. Recife.

O flagrante, em vídeo, foi feito por um morador de um conjuntor residencial no bairro da Ipsep, na zona Oeste da capital pernambucana.

De acordo com a determinação da Secretaria de Defesa Social, os quatro policiais militarem devem ficar presos por 20 dias. A decisão foi tomada quase sete meses após a ocorrência.

De acordo com as investigações, um adolescente de 17 e homem de 21 anos foram detidos dentro do conjunto Ignez Andreazza. Nas imagens os suspeitos aparecem sendo obrigados a deitar no chão, enquanto são algemados. Um dos policiais chega a pisar na cabeça de um dos suspeitos, enquanto o outro recebia tapas e pontapés.

Os suspeitos foram apreendidos com o carro roubado, uma arma de brinquedo e vários celulares.

Pelo menos dez vítimas reconheceram a dupla como suspeita de vários assaltos na localidade.