RONDÔNIA: Presos furam parede de cela para jogar água em vereador preso

Caso ocorreu dentro da Casa de Detenção de Vilhena nesta segunda (6). Detentos usaram garrafas pet para molhar vereador e ex-vereadores.

Presos da Casa de Detenção de Vilhena (RO) fizeram um buraco na parede da cela para jogar água no vereador Carmozino Alves e nos ex-vereadores Jairo Peixoto e Marcos Cabeludo, que estão presos na unidade desde o ano passado por corrupção e extorsão na Câmara Municipal. O fato ocorreu no fim de semana e, conforme a direção do presídio, a ação estava sendo feita através de garrafas pets.

Ainda conforme a direção da Casa de Detenção, os detentos fizeram o buraco na parede com a intenção de apenas molhar o vereador Carmozino e os ex-vereadores Jairo e Cabeludo, mas  não para fugir da unidade.

Em entrevista à Rede Amazônica, o diretor da unidade prisional, Edson Alves da Silva, disse que a ação foi logo percebida pelos agentes penitenciários. “Foi com uma garrafa pet que usaram. Eles encheram de água e aproveitaram a punção que dá, e espirraram”, explicou.

A direção da unidade prisional acredita que a atitude dos detentos foi uma brincadeira de mau gosto e que não foi uma retaliação aos vereadores. Eles estão presos em uma cela com outros sete homens. De acordo com informações da Rede Amazônica, o caso será apurado em um  processo administrativo disciplinar.

“Os vereadores estão separados nessas celas porque a gente não pode misturar eles com o pessoal da cadeia normal, pois logo quando eles entraram foram hostilizados sim e houve xingamentos”, disse o diretor da unidade prisional.

Carmozino Alves, Jairo Peixoto e Marcos Cabeludo são acusados de participação num esquema de extorsão. De acordo com o Ministério Público de Rondônia (MP-RO), eles cobravam propina para aprovar a criação de loteamentos comerciais em Vilhena.