Servidores da Caerd encerram greve em RO após proposta da nova diretoria

Após cinco dias de paralisação, chegou ao fim a greve dos servidores da Companhia de Águas e Esgoto de Rondônia (Caerd). O retorno às atividades se deu após acordo com a nova diretoria da Companhia na manhã desta sexta-feira (11).

Segundo o presidente do Sindicato dos Urbanitários em Rondônia (Sindur), Nailor Gato, os servidores decidiram dar fim à greve, após uma assembleia realizada na sede da Caerd. “A nova diretoria fez uma proposta que foi submetida em assembleia deliberativa junto com os servidores, que a aceitaram”, afirma o presidente.

O novo gestor da Caerd, Jose Irineu Cardoso, que tomou posse na última quinta-feira (10), afirmou que os servidores da Companhia entenderam a proposta como viável e decidiram retornar ao trabalho já na manhã de hoje.

“Daqui para frente pretendemos atender essas reivindicações dos trabalhadores, sobretudo, resolver o problema salarial. Não imaginamos que poderemos ter servidores motivados a trabalhar com salários atrasados”, afirmou o diretor.

Reunião com servidores da Caerd foi realizada na manhã desta sexta, 11 (Foto: Thais Gomes/ CBN)
Reunião com servidores da Caerd foi realizada na manhã desta sexta, 11 (Foto: Thais Gomes/ CBN)

O Sindur destaca, ainda, que a proposta conta com o plano de contingência que foi apresentado ao Governo Estadual. “Os pontos principais desse plano são o pagamento dos salários atrasados mediante a proposta de extinção dos cálculos de gratificação de horas extras, até que a situação dos meses atrasados seja resolvida”.

Sobre os salários, o novo presidente da Caerd, José Irineu Cardoso, comentou que o objetivo é deixar a folha de pagamento mais leve. “Precisamos desonerar a folha de pagamento, tornando ela mais leve para, assim, podermos honrar com o pagamento dos servidores e com a população de Rondônia”, finaliza o presidente da Caerd.