RONDÔNIA – Nesta manhã (17/01), a Diretora Presidente do Sinjur Gislaine Caldeira, acompanhada dos diretores Ricardo Paraízo (Diretor Administrativo), Rafael Ricci (Diretor Financeiro), Wagner Silva (Diretor de Patrimônio), e dos advogados da entidade sindical, senhores Eurico Soares Montenegro Neto e Rodrigo Veiga de Vargas, bem como do Delegado Sindical da Comarca de Costa Marques, Márcio Alves de Lima, reuniram-se novamente com o novo Presidente do TJRO, Desembargador Paulo Kiyochi Mori, e com Juízes Auxiliares da Presidência, senhores Rinaldo Forti da Silva, Guilherme Ribeiro Baldan e Álvaro Kalix Ferro, e dos servidores Rosemeire Moreira Ferreira e Lucas Muniz André, ambos lotados na Coordenadoria de Planejamento Institucional e Orçamento (Sepog).

Na ocasião, o Sinjur ressaltou à Administração do Poder Judiciário o cenário fiscal positivo por parte do Estado de Rondônia, no ano corrente, e a conseguinte possibilidade da concessão de 8% da recomposição salarial aos servidores, sem romper com os limites orçamentários e financeiros.

Nesse sentido, vide o documento técnico confeccionado pela Diretoria (VIDE DOC ANEXO – SEI 0000930-90.2020.8.22.8000).

Acerca desse tema, o Presidente do TJRO informou que analisará o pleito e responderá o mais breve possível.

Na mesma reunião, mediante proposta construída pela diretoria do SINJUR, o novo Presidente do TJRO noticiou a concessão de 5% de reajuste nos auxílios-saúde e alimentação.

Cumpre ressaltar que manifestou o compromisso de conceder este último reajuste (auxílios) com efeitos retroativos a 1º de janeiro de 2020.

A atual Diretoria reforça que continuará a atuar em prol do merecido reajuste à categoria, sempre balizada pela ética e pelo compromisso com a transparência.

LEIA MAIS – Diretoria do Sinjur realiza primeira reunião com o novo presidente do Tribunal de Justiça de RO

 

 

FONTE: ASSESSORIA