Suicídio de garota-propaganda após bullying comove web

Em um postagem no Facebook, o pai da garota, Tick Everett, fez um apelo para que se tenha mais consciência sobre o problema

Ícone de uma famosa marca de chapéu da Austrália, uma garota de 14 anos chocou o país ao tirar a própria vida. O motivo foi por ser vítima de bullying. Em um postagem no Facebook, o pai da garota, Tick Everett, fez um apelo para que se tenha mais consciência sobre o problema, para que a trágica história da filha “não seja desperdiçada”.

No texto publicado na rede social, Tick Everett clamou por ajuda para que outras vidas preciosas sejam poupadas do sofrimento que levou sua filha. Já a companhia onde a garota trabalhava, se pronunciou sobre a morte da adolescente, destacando que os ataques contra a menina eram “inaceitáveis”.

No apelo de Tick no Facebook, ele garante que, embora o suicídio seja considerado sinal de covardia para muitos, quem compartilha dessa visão não teria metade da força de sua filha, que ele chama de “meu pequeno anjo”.

“Doll teve a força de fazer o que achava que deveria para escapar do mal deste mundo. Infelizmente, Dolly nunca saberá quanta dor e quanto vazio deixou para trás”, frisou Tick.

O pai da adolescente convidou para o funeral da filha aqueles que praticam repetidos atos de violência física e psicológica contra Dolly.

“Se, por acaso, as pessoas que pensaram que era só uma piada e que se sentiram superiores pelo bullying e assédio constantes virem essa postagem, por favor, venham à cerimonia e testemunhem a ruína que criaram”, escreveu o pai.