O suspeito de ter assassinado com cinco tiros a adolescente Victória Gandes, então com 17 anos, dentro de uma suíte de motel no ano passado, segue preso em Manaus (AM). Mayke Delgado, de 25 anos, foi detido no dia 28 de março, mas a informação sobre a prisão foi repassada pela Delegacia de Homicídios de Porto Velho na manhã desta terça-feira (9).

A polícia de Manaus comunicou a prisão de Mayke à Vara Criminal de Porto Velho. Pouco tempo depois, a Polícia Civil rondoniense soube da detenção do suspeito no estado vizinho. Segundo o delegado à frente do caso, Sandro Moura, com o rapaz preso, o inquérito foi concluído e enviado ao judiciário. Ainda não se sabe qual seria a motivação do crime.

“Quando a gente tomou conhecimento que haveria a possibilidade dele ter sido preso, nós pleiteamos essa informação junto com a Delegacia do Amazonas e assim que veio comunicado. Já foi encaminhado o inquérito à Justiça pra ver as providências necessárias”, disse o delegado.

Imagens das câmeras de monitoramento do motel, disponibilizadas pela polícia, mostram o momento em que o suspeito e a vítima entram no estabelecimento. Após cerca de uma hora, é possível ver o rapaz correndo da suíte e fugindo após pular o muro do local

À polícia, as filmagens são as principais provas de que o rapaz é o principal suspeito do assassinato da jovem. Agora, ele terá de ser ouvido.

“Não há dúvidas nenhuma de que ele (Mayke) é o responsável pela morte da Victória. Ele estava dentro do motel e só ele entrou e saiu daquele apartamento naquele dia”, reforçou Sandro.

Os funcionários do motel foram ouvidos pela polícia, segundo o delegado. Porém, como Victoria era menor de idade, o estabelecimento será responsabilizado.

A polícia encaminhou “as providências necessárias relacionadas à ação do motel” em deixar uma adolescente entrar no local à Vara da Infância e da Juventude. “É uma responsabilização administrativa”, complementou Moura.

Ainda conforme o delegado, a transferência do suspeito para Porto Velho é a cargo da Secretaria de Justiça de Rondônia (Sejus). O G1 entrou em contato com órgão para saber se foi notificado e ainda aguarda retorno.

A assessoria do Tribunal de Justiça de Rondônia (TJ-RO) informou que o processo “corre em segredo de Justiça”. O G1 tenta localizar a defesa de Mayke.

Feminicídio

O crime aconteceu no fim da tarde do dia 21 de dezembro. A PM, Samu e perícia foram chamados ao endereço. A Polícia Civil confirmou que a vítima foi atingida com cinco disparos que a atingiram no ombro, na cabeça e nos braços.

No quarto também havia um cordão quebrado, brincos, dois celulares, R$ 50 reais em espécie e vestígios de um pó que aparenta ser cocaína.

Quando a PM registrava a ocorrência, o tio do suspeito foi à Central de Polícia informar que ele teria ido para casa logo depois do crime. O homem estaria assustado e mancando, mas fugiu da residência na sequência e não foi mais visto. O caso foi registrado como feminicídio.

FONTE: G1