(foto: Joel Angel Juarez/ AFP )
Washington, Estados Unidos — Ao menos 20 pessoas morreram e mais de 20 ficaram feridas num tiroteiro, neste sábado (3/8), em um shopping na cidade americana de El Paso, no Texas. Um homem branco de cerca de 20 anos foi detido como suspeito pelo ataque, informou a polícia.
De acordo com a NBC News, utilizando informações dos agentes de segurança da cidade, o número de pessoas assassinadas chegaria a 19, com outras 40 feridas. Já o prefeito de El Paso, Dee Margo, informou à CNN sobre “vários mortos”, sem dar mais detalhes. “É uma tragédia, estou chocado”, afirmou.
“Temos entre 15 e 20 vítimas, não sabemos a quantidade de mortes”, disse o vice-governador do Texas. O procurador-geral do estado, Ken Paxton, confirmou à CBS News que o número de mortos estava entre 15 e 20 pessoas.
Já a emissora de televisão local KTSM9, citando fontes policiais, informou que seriam 18 vítimas fatais e “numerosos feridos”.
O tiroteio começou por volta do meio-dia perto de uma loja da rede de supermercados Walmart.  Uma mulher que chegava para fazer compras no local disse à Fox News que havia escutado algo “parecido com fogos de artifício” enquanto procurava um lugar para estacionar. “Me dirigi à saída”, contou.
“Eu vi um homem com uma camiseta preta e calça de camuflagem que usava o que parecia ser um rifle, apontava para as pessoas e atirava diretamente nelas, vi três ou quatro caindo no chão”, continuou. Emissoras de televisão americanas mostraram imagens das equipes de segurança na área do ataque.

Trump informado

Por volta do meio-dia (14h00 de Brasília), a polícia de El Paso postou no Twitter: “Alerta de tiroteio, fiquem longe do centro comercial Cielo Vista, a situação ainda está em desenvolvimento”. Imediatamente foi enviado um forte contingente de segurança para o local.
A delegação do Dallas da Agência Federal para o Controle de Armas, Explosivos, Tabaco e Álcool (ATF) anunciou que estava a caminho do shopping para ajudar a polícia de El Paso.  No início da tarde, a situação parecia estar sob controle, mas as forças de segurança continuaram a vasculhar a área para garantir que não havia mais agressores.
A Casa Branca disse que o presidente Donald Trump foi informado sobre o ataque em El Paso e continuava monitorando a situação. “Hoje, a comunidade de El Paso foi atingida por um ato de ódio e violência demente”, declarou o governador do Texas, Greg Abbott, através de um comunicado.
O presidente dos Estados Unidos condenou o “terrível” tiroteio ocorrido . “Terrível tiroteio em El Paso, os relatos são muito ruins, muitos mortos”, postou Trump no Twitter, acrescentando que falou com o governador do Texas, Gregg Abbott, para oferecer-lhe “o apoio do governo federal”.
“Estamos trabalhando com as autoridades estaduais e locais. Falei com o governador para oferecer apoio total ao governo federal. Deus esteja com todos vocês!”, escreveu Trump.

Histórico 

Este é o terceiro atentado a tiros registrado nesta semana nos Estados Unidos. Na terça-feira passada, duas pessoas morreram e um policial foi ferido numa loja da rede supermercados Walmart no estado do Mississipi.
No domingo, três pessoas, incluindo uma criança de seis anos, morreram quando um homem de 19 anos entrou armado em um festival gastronômico em Gilroy, Califórnia, ao sul de San Francisco, e abriu fogo contra as pessoas que estavam no local.
FONTE: Correio Braziliense