TRAUMATISMO CRANIANO: Estudante morre em acidente que teria sido provocado por obra não sinalizada
FOTO: (Divulgação)

Embora o laudo sobre as causas do acidente fatal envolvendo o aluno do IFRO em Vilhena, Jefferson Bruno Souza Souto, 21 anos, ainda não tenha ficado pronto, todos os indícios apontam para falta e sinalização em uma obra.

Na noite de ontem, o rapaz trafegava de moto pela avenida Major Amarante, quando perdeu o controle da direção e caiu, morrendo na hora. Testemunhas dizem que Jefferson teria batido a cabeça numa árvore e sofrido traumatismo crânio-encefálico.

A causa do acidente teria sido o lamaçal em que foi transformada a via pública, após o Saae quebrar a camada de asfalto para solucionar um vazamento na tubulação subterrânea. Após o serviço, a terra extraída foi jogada sobre a pista pela chuva que caía. Nenhuma sinalização foi providenciada para alertar sobre os riscos no trecho.

NOVA TRAGÉDIA

Jefferson, que além de fazer curso na área de tecnologia no campus do IFRO em Vilhena, também trabalhava no frigorífico JBS Friboi, era sobrinho do ex-prefeito de Cerejeiras, Kleber Calisto, que exerceu dois mandatos na cidade vizinha.

O jovem morava com a mãe, irmã de Kleber, que é assessora do deputado estadual Ezequiel Neiva (PTB). Ela luta para salvar outro filho, diagnosticado com um problema grave de saúde.

 

FONTE: ROTA POLICIAL NEWS