FOTO: Divulgação

Um idoso, de 66 anos, motorista da Prefeitura de Espigão D’Oeste (RO), município a 539 quilômetros de Porto Velho, foi roubado nesta semana enquanto conduzia uma caminhonete pertencente a frota municipal nas proximidades da linha 15.

Ele foi abordado por suspeitos armados, que assumiram a direção do veículo e o mantiveram como refém. Passado algum tempo, o idoso conseguiu se jogar do carro em movimento e fugiu para uma mata, onde ficou escondido por algumas horas. Quando saiu da mata, a vítima encontrou a caminhonete da prefeitura abandonada. Os suspeitos fugiram.

Na Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp) de Espigão D’Oeste, a vítima contou que estava na entrada da Linha 15, quando dois veículos “fecharam” a caminhonete conduzida por ele. Neste momento, dois homens encapuzados saíram dos carros e, um deles armado, ordenou que o idoso abrisse a caminhonete.

Os suspeitos sentaram no banco de trás do veículo e apontando a arma para o motorista, fez com que dirigisse até a entrada para Pimenta Bueno (RO).

Quando chegaram no distrito Itaporanga, um outro homem também encapuzado embarcou no veículo, tomou a direção e fez com que o idoso fosse para o banco de trás, onde permaneceu sob a mira de um revólver.

Eles seguiram, então, sentido Cacoal (RO). Quando passaram em alta velocidade por um quebra-molas, próximo da ponte do distrito Riozinho, o condutor perdeu o controle e acabou batendo em tambores metálicos cheios de brita, utilizados para ajudar a controlar o trânsito no local.

Com isso, a arma do suspeito se afastou do corpo dele e a vítima aproveitou para se jogar para fora do carro em movimento.

Ele correu por cerca de 400 metros e se escondeu em uma mata. A vítima ainda ouviu de um dos suspeitos dizer “atira que ele não vale nada!”. O idoso permaneceu escondido por cerca de duas horas. Quando saiu para pedir ajuda, encontrou a caminhonete abandonada e sem a chave de ignição.

Após um tempo, conseguiu a ajuda de um homem, que ligou para a polícia e contou o que havia acontecido. A polícia técnica esteve no local onde a caminhonete foi abandonada. O caso é investigado.

 

FONTE: Diário da Amazônia